Notícias

« voltar a notícias

INAUGURAÇÃO DA NOVA UNIDADE INDUSTRIAL


Foi no dia 30 de julho, pelas 17h00, que a ENERGIE inaugurou a nova unidade produtiva. A nova Unidade Produtiva vai permitir, em velocidade cruzeiro, aumentar em 40 por cento a produção de painéis solares termodinâmicos.
A cerimónia contou com a presença do Senhor Ministro do Ambiente e da Ação Climática, Pedro Matos Fernandes, do Senhor Secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba e do Presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira.
A nova Unidade Produtiva da ENERGIE vai permitir, em velocidade cruzeiro, aumentar em 40 por cento a produção de painéis solares termodinâmicos. O anúncio foi feito pelo CEO da empresa da Póvoa de Varzim, Luís Rocha, na cerimónia de inauguração da nova unidade que contou com a presença do ministro do Ambiente e da Ação Climática. João Pedro Matos Fernandes considerou que a ENERGIE é “um exemplo excecional da fibra dos empresários portugueses”, depois de ter enfrentado um incêndio e o período crítico da pandemia da covid-19.
“Esta nova unidade produtiva é o nosso futuro. Uma peça essencial para a ENERGIE atingir mais um dos desafios a que nos propúnhamos: construir painéis solares termodinâmicos de última geração”, sublinhou Luís Rocha, na cerimónia de inauguração da nova Unidade Produtiva de Painéis Solares Termodinâmicos 4.0, um investimento de um milhão de euros, fruto de uma candidatura à Inovação Produtiva do Portugal 2020.
Depois de ter fechado o ano de 2019 com a produção de 10 mil painéis, segundo o CEO, no espaço de 12 meses, a empresa vai conseguir aumentar a produção em 20 por cento, podendo atingir, em velocidade cruzeiro, um aumento de 40 por cento. “A geração 4.0 dos Painéis Solares Termodinâmicos da ENERGIE serão ainda mais amigos do ambiente, não só pelos materiais utilizados na produção, mas também pela sua durabilidade e longevidade”, explicou Luís Rocha.
Depois de um incêndio a 26 de fevereiro, que destruiu um terço da empresa, e do período crítico da pandemia do novo coronavírus, a ENERGIE enfrentou vários desafios: “Reconstruímos a parte destruída pelo incêndio. Numa altura em que se fechavam as fronteiras, encontramos matéria-prima, que tinha ficado totalmente destruída pelas chamas, para continuar a produzir. Procuramos novas encomendas, para fazer face àquelas que começaram a ser canceladas. E, ainda, concluímos as obras de construção da nova Unidade Produtiva, que estamos a inaugurar”. Hoje, “chegados a esta cerimónia, confesso o orgulho que sinto por ver que conseguimos ultrapassar estas pedras do caminho”, acrescentou, dando conta que esta expansão permitiu, ainda, a contratação de mais 10 colaboradores, contabilizando um total de 50.
Também o ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, e o presidente da Câmara Municipal da Póvoa de Varzim, Aires Pereira, elogiaram o caminho da ENERGIE. “O percurso desta empresa é excecional e um bom exemplo da fibra dos empresários portugueses, enalteceu o governante, que sublinhou as metas que Portugal enfrenta até 2050. “Vamos ser neutros de carbono em 2050. Empresas como a ENERGIE são fundamentais para produzir bem, a preços justos e permitir aos hotéis, às famílias e às empresas que possam ser mais eficientes do ponto de vista energético”.
Já o presidente da autarquia realçou o “orgulho” para o Município ter “uma marca tão distintiva como a ENERGIE”. “É um orgulho para a Póvoa de Varzim ver a etiqueta ENERGIE nos vários países que temos a oportunidade de visitar”, sublinhou Aires Pereira.
A cerimónia de inauguração contou, ainda, com a presença do secretário de Estado Adjunto e da Energia, João Galamba.

Veja aqui o vídeo:
ENERGIE PORTUGAL Official - INAUGURAÇÃO DA NOVA UNIDADE INDUSTRIAL

Empresa, Produtos, Associados, Projeto Co-Financiado

c